Back Up Next

2º passeio BTT do Clube

Abertura do Secretariado às 08:00

Concentração às 08:30

Partida às 09:00

Patrocínios

Lista de Participantes

A participação de menores só é possível mediante a assinatura do termo de responsabilidade pela pessoa responsável (Pais ou Encarregados de educação).

Percurso

Ofertas

Galeria de Fotos - Manuel Bispo, Nuno Borralho, Paulo Mota e Tiago Stoffel

Críticas e Opiniões

Esta é a primeira vez que escrevo uma espécie de crónica, e ainda por cima de btt, mas vou tentar…

O dia começou bem cedo, era preciso estar em Lourel às 7.30h da manhã, para me juntar aos companheiros de sempre, nestas coisas do pedal. Este foi o dia escolhido para o passeio anual do clube, devidamente registado com a estreia dos novos equipamentos, que mesmo enganados estavam lindíssimos… Às 8.00h já estávamos no parque de estacionamento da Escola D. Carlos I, local da concentração, local em que se instalou o secretariado, com tarefas distribuídas por todos: Recebeu-se o pessoal, confirmaram-se as inscrições, entregaram-se dorsais, t’shirts e outras ofertas.

voz de comando

Pouco passava das 9.00h, sob a voz de comando (Mário) que veio do alto de uma meia carrinha, quando uma centena e meia de bttistas deram início ao passeio que começou em direcção a Sintra e ao palácio, onde se tirou a foto do dia.

2009/10/10 - foto de grupo

Daí, partimos em direcção aos correios onde apanhámos uma daquelas descidas que deixam saudades e todos gostam, num ápice já estávamos em Galamares, onde demos ao pedal por alguns lavrados. Depois de passar o Mucifal, chegámos aos famosos patos de Colares. Seguiu-se o caminho paralelo à estrada que leva às praias e de repente, o primeiro abastecimento estava mesmo à nossa mercê. Repostos os sólidos e líquidos, uns seguiram pelo percurso mais longo e os menos afoitos pelo caminho mais soft.

Enquanto houve malta que se passeou pela praia, outros também apanharam areia, mas esses, coitados, não viram a água azul do mar, apenas pinheiros e mais pinheiros, enfim… A Capela Circular de Janas trouxe-nos mais um abastecimento com águas, sumos e muita fruta. Não tínhamos muito tempo para fazer sala, é que ainda havia alguns quilómetros para fazer e à nossa espera estava uma subida (parede) daquelas de caixão à cova, é que nem de mota… (com excepção de 3 ou 4 valentes que não deixaram tal feito por mãos alheias).

A chegada ao local de partida foi feita a conta-gotas, afinal havia dois percursos e muita gente com diferentes andamentos, o que é compreensível… No final houve ainda tempo para uma rifas e mais umas águas, sumos e frutas.

Como apontamento fica o registo de um passeio para todos os gostos, com algumas peripécias (furos e problemas mecânicos) e uma aparatosa queda de um nosso companheiro, felizmente sem graves consequências. O companheirismo e a boa-disposição foram a nota dominante deste nosso passeio. Apoios e patrocinadores estão de parabéns.

Em jeito de conclusão gostava de agradecer a todos os presentes, e quero dar uma palavra aos Tretas, pessoal 5 *****, com quem tive o prazer de tirar uma foto para a posteridade, obrigado Jorge, Bispo e Pedro Pais. Apareçam sempre.

Tretas

Para terminar, e porque esta crónica é da minha inteira responsabilidade, quero agradecer aos meus companheiros de pedal, pelas aventuras que tenho passado com eles. É um orgulho fazer parte deste Clube de Amigos.

José Coelho